Passar para o conteúdo principal

CVWarehouse apoia o recrutamento internacional da Agidens

Neste contexto, torna-se pertinente perceber como é que a empresa mantem uma visão global e, ao mesmo tempo, uma ampla lista de candidatos? É aqui que entra a CVWarehouse.

A Gestora de Recursos Humanos Kathleen Dupont explica: “No ano passado contratámos cerca de 100 novos colaboradores, e continuamos a crescer. Cerca de 95% dos novos colegas são engenheiros ou técnicos, desde designers a engenheiros, que gerem projetos durante a execução de obras específicas. Estes perfis são difíceis de encontrar na Europa Ocidental, onde está verdadeiramente instalada uma guerra pelo talento. Tentamos atraí-los com projetos desafiantes, mas também olhamos além-fronteiras. 

Conseguimos encontrar engenheiros fora da Europa Ocidental, portanto estamos à procura através de empresas de recrutamento, LinkedIn e outros feiras de emprego internacionais”.

O Diretor de Recursos Humanos Michael Van ‘t Veer sabe exatamente onde está o desafio: “os engenheiros têm plena consciência de que, neste momento, a procura é elevada, pelo que se torna realmente desafiante atraí-los.A Agidens é uma fantástica empregadora e tentamos posicionar-nos desta forma perante os candidatos. O pacote financeiro que disponibilizamos – já trabalhámos com uma cafetaria durante três anos, o que permitia aos colaboradores ajustarem o seu pacote salarial, por eles mesmos – é uma coisa, mas hoje em dia, as oportunidades de crescimento são mais importantes.

Há muitas oportunidades de desenvolvimento no nosso negócio, e dependendo das competências requeridas e da ambição individual, os colaboradores podem optar por diferentes cursos e formações.” Deste modo, a empresa contribui para o crescimento individual de cada um. “A minha previsão é que cada colaborador Agidens faça duas semanas de formação por ano” acrescenta Kathleen.

O recrutamento nas nossas mãos

O processo de recrutamento na Agidens evoluiu bastante. “No passado confiámos este trabalho a agências de recrutamento”, esclarece Kathleen. “Mas há dois anos contratámos o Michael e, como tal, poderíamos gerir o recrutamento completamente por nós mesmos. Isto abriu-nos a janela para sermos mais internacionais e criativos, de forma a superar a escassez de engenheiros na Europa Ocidental. Atualmente, não só contratamos pessoas do outro lado do mundo, como também estão a colaborar a partir de lá. Afinal, qual é a diferença entre trabalhar a partir de casa algures na Bélgica, ou num escritório em Cracóvia?”.

Com o passar dos anos, tanto os métodos de recrutamento, como o acompanhamento das candidaturas e ofertas de emprego, mudaram. “Antes de começarmos a trabalhar com a CVWarehouse, a nossa política de recrutamento era limitada. Precisávamos de uma ferramenta internacionalmente escalável, e a CVWarehouse foi a solução ideal. Agora podemos criar uma base de dados para cada país, com a supervisão do Michael, que tem a responsabilidade geral. Através desta solução, todos os dados são recolhida de forma centralizada, mas cada escritório tem a sua própria base de dados”.

“Neste momento, entrou em vigor a nova lei Europeia de privacidade, e é muito importante para nós que os candidatos consigam gerir os seus próprios perfis. Isto significa que não temos que perguntar continuamente se podemos manter os seus CV’s em arquivo para futuras vagas, etc. Os candidatos podem mudar ou apagar os seus perfis quando quiserem, o que nos poupa muito trabalho.”

Kathleen Dupont
HR Manager

Eficiência em primeiro lugar

“Neste momento, entrou em vigor a nova lei Europeia de privacidade, e é muito importante para nós que os candidatos consigam gerir os seus próprios perfis. Isto significa que não temos que perguntar continuamente se podemos manter os seus CV’s em arquivo para futuras vagas, etc.

Os candidatos podem mudar ou apagar os seus perfis quando quiserem, o que nos poupa muito trabalho”, adianta Kathleen.

“Outra vantagem da CVWarehouse prende-se com o facto da própria aplicação oferecer, aos nossos gestores de contratação, uma boa visão geral do processo. A qualquer momento, podemos ter entre cinquenta a cem vagas online. Se o Michael tivesse de contactar cada gestor separadamente para fazer um ponto de situação, demoraria o dobro do tempo. Hoje em dia, os gestores acompanham os progressos de forma autónoma, via CVWarehouse.”

Michael acrescenta: “A CVWarehouse proporciona também a possibilidade de publicar as nossas vagas em diversos sites de emprego, assim como no nosso próprio site. Um dos últimos projetos em desenvolvimento com a CVWarehouse é ajustar o nosso layout da página de empregos, ao nosso próprio site. Estamos a criar uma nova página, mais clara, com um estilo renovado, o que é imprescindível para a visibilidade das nossas vagas”.

 

A colaboração neste projeto está a correr bem. “O serviço da CVWarehouse é excelente. Temos apoio fixo e permanente, quando entrarmos em contato respondem imediatamente e tentam ajudar-nos da forma mais rápida e consistente possível. Acredito que isto seja um real valor acrescentado,“ afirma Michael.

Visão positiva do futuro

Em qualquer dos casos, os planos da Agidens são claros: continuar a crescer. “Queremos contratar cerca de cem colaboradores por ano. Temos uma boa reputação e estamos inundados com novos projetos. Precisamos mesmo de continuar a recrutar”, adianta Kathleen. Michael também é ambicioso. “Atualmente a nossa equipa é composta por 550 pessoas. Em 2020 estimamos ser entre 650 a 700 colaboradores. Isto parece-me um objetivo realista”.

A Agidens irá com certeza continuar a utilizar a CVWarehouse no futuro. “Claro que as respostas que recebemos do sistema dependem dos nossos dados que fornecemos. Estamos muito empenhados na expansão da nossa base de dados, que já está gradualmente a ganhar forma. Até há dois anos atrás, a Agidens era uma empresa de engenharia com um histórico de candidatos limitado e apenas um pequeno grupo de candidatos em arquivo. Neste aspecto, a chegada da CVWarehouse foi o ponto de viragem”, de acordo com Kathleen. “Definitivamente e a longo prazo, uma base de dados desta dimensão será efetivamente útil. No ano passado, baseámo-nos num grupo de candidatos que construímos no sistema e, sem dúvida, faremos isso com mais frequência no futuro, o que significa que as vagas serão mais fáceis de preencher.